Postagem em destaque.

quinta-feira, outubro 26, 2017

Insaciável

Em meu portão havia um lenço úmido e com cheiro doce, minha missão seria farejar e rastrear cada fragrância de desse cheiro dengoso e polido, exótico e ao mesmo tempo comum, me lembrou cheiro de buceta, aquela buceta carnuda, sedosa e apetitosa.

Eu vou fazer um festival, convidar todas as moças do bairro, e cheirar cada pele recatada e escondida, quero me lambuzar e lamber todas, uma por uma vou comparar o cheiros e decidir qual se parece mais com o lenço que deixaram pendurado em meu portão; se bem que, quem fez, de certa forma não recusaria um convite de se deitar em minha cama, mesmo que saiba que estou fazendo por puro gozo e curiosidade.

Me lembro de inúmeras pernas abertas, calcinha encharcadas, o desejo vindo de dentro da vulva e escapando por todos os poros, famintas de coxas tremulas exalando o tão procurado cheiro, talvez eu ja ate tenha encontrado a dona do lenço, mas vou me fazer de desentendido para que eu continue a provar inimagináveis gostos de prazer.

Além do Espelho

Lembro de estar deitado roendo as minhas unhas e pensando como estou sempre ao seu dispor, mendigando por um segundo de amor, e sabe, não deveria ser assim, talvez eu seja tão mais completo que você e não é pelo fato de precisar de um carinho que me falte amor. 

Precisar que alguém esteja preso a você, admirando cada centímetro da sua pele, contornando os teus lábios com os olhos trêmulos, na angustia por esperar uma demonstração singela de piedade e doação, nem que seja um olhar de reprovação, para que eu me desnude e abra-me de corpo e alma fazendo um pacto com o prazer sombrio da solidão de um amor medíocre.

Eu seria capas de lhe dar a minha vida, com amor, sangue, dor, angustias, ansiedade, vísceras e gosto de amargor, e receberia apenas um sorriso, para mim um acordo justo, meu mundo por um sorriso, mesmo que sínico e sem vontade, não se preocupe eu sei fazer proveito do pouco que me dá, e posso viver só com isso.

Engraçado vai ser quando eu terminar de roer as unhas e perceber que destruí a minha vaidade com pensamentos tolos de um espelho quebrado. 


terça-feira, junho 27, 2017

5:57 A.M

Imagem relacionada





5:57 A.M

Terceiro despertador, a vontade de continuar deitado é maior do que enfrentar o dia.
Após tirar dos pés do cobertor e sentir a temperatura do universo me congelar, o vento passou por entre os meus dedos,contornando meu tornozelo e subindo ate o meu joelho...

É vai ser desafiador!

Escovo os dentes enquanto observo os traços dos últimos três dias, minhas olheiras são gigantes, sinto meu rosto abatido e caído. Ligo o chuveiro, e minha ducha é breve!

Um sobretudo, e um óculos escuro escondem meu ressecamento interno, entro no carro assoprando as mãos e dou partida no carro, preciso esperar que ele esquente, enquanto isso meus pensamentos correm soltos no universo ao som de um motor engasgado e aos trancos, feito meus pneus que deslizam por todas as lembranças de nos... hoje é o 4º dia que não te vejo, e não vou te ver...Acabou!

Meu carro esquentou. Ate breve, meu amor!  

quarta-feira, junho 14, 2017

Fusão esotérica


Resultado de imagem para Fusão esotérica tumblr



Sabe aquelas noites de coxas tremulas, câimbras nas panturrilhas e as roupas jogadas por todos os lados da cama, onde a fogosidade em forma de rio rompeu a continência de uma boa moça, que era cheia de trejeitos e manias, arrumava o cabelo atras da orelha esquerda, escorregando os dedos pelo pescoço, é sempre igual, ela me olha sorrindo, acendendo uma umidade em meio as pernas.

É sempre inevitável.
Ele tinha aquele sorriso torto e sedutor, que a conduzia como um reflexo, a cada sorriso dele, o dela aparecia automaticamente,
Com seu toque suave de suas mãos pequeninas, ela o acariciava, cabelo, rosto, nuca.
Sentados um de frente para o outro, ela com suas duas mãos envolvia sua nuca, com firmeza, os dois mantinham um olhar fixo e sorrisos espontâneos, ela deslizava suas mãos mais para cima, acariciando assim os cabelos dele, depois seus dedos sentiam cada detalhe do rosto, ate seu dedo pausar sobre os lábios, perfeitamente delineados e meio abertos.

Excitação e calor temperam a noite com o brilho aceso nos olhos, a ponta do nariz vermelha, enquanto os dedos do pé são cubos de gelo que quando sobem pela minha perna, arrepia-me a pele, deixando-me envolver pelos lábios sedentos.
Esse cheiro de "pólvora" deixa claro que um toque, uma faísca e tudo vem como uma explosão,que toma conta de toda casa.

Era uma mistura de sensações, ao mesmo tempo que podia-se sentir o suor escorrer pelas costas, a brisa fria que deslizava pela janela aberta esfriavam-lhe a espinha.
De modo a permanecerem aquecidos, se mantiveram "insaciáveis" pela madrugada a dentro.

Se entrega, escuta o que falo no teu ouvido eu não falo pra qualquer puta, não é porque tem esse corpo que pode me hipnotizar, esse tal corpo perfeito pode ser um convite para que eu me instale no seu coração, você sabe que eu sempre te quis, mas eu posso te matar!
Matar de amor, de tesão, ardor, ar, sem dor ou então sem ar ou dor, mas nada disso seria bom o suficiente para te fazer chegar em um estado de espirito satisfatório ao de morrer de amor, apenas amor, você é incapaz de me tocar sem que me excite, mas é incapaz também de evitar que eu hesite.

Pois abra teus braços,  e deixe eu aconchegar-me em teu peito, sinta o calor da minha alma que exala sempre que se aproxima, pare e sinta, apenas sinta esses momentos que nos envolvem, não apenas em nossos estados físicos. Esvazie sua mente e deite no meu colo, deixe minhas mãos repousarem em teu peito, permita-me te dominar por inteiro, sinta a ardência de meu calor temperar a tua alma com meu
mais puro e sincero amor.


Em parceria com ____________________Bruna Carolina Trizzine Santos

segunda-feira, maio 22, 2017

Inefável




Não tenha medo, não tenha receio e não precisa de orgulho é sem dificuldade é só me chamar, pode deixar comigo eu vou te buscar, não preciso nem pensar mas confesso que as vezes fico imaginando nós dois, são tantos planos só para nos, que eu tenho a certeza que essa vida não comporta, precisa de umas vinte vidas depois!

Hoje eu entendo os motivos pelos quais eu nunca durei, não foi por falta de atenção e nem ação, eu sempre tive a certeza de que me entreguei, e no final de tudo vinha a duvida " onde foi que eu errei?!'

Mas hoje de manha quando eu despertei, desliguei o despertador e virei para o outro lado da cama, olhei superficialmente todo o lençol e o travesseiro segurava alguns fios do teu cabelo, fechei os olhos e me veio a real. Minha mente viajou no dia em que te encontrei, foi na naquela manha em que me encantei e pude ter a certeza do meu renascer.

hoje te amo tanto que nem tenho certeza do por que, teria tantos motivos pra explicar, eu sei, mas não vou dar razão para o tempo e as lembranças, porque é coisa do amor, inefável!

sexta-feira, janeiro 06, 2017

Se existe







Se existe beleza em viver
Quem dera eu ser você
E poder te ver
Por todos os amanhecer

Se existe beleza em sobreviver
Quem dera eu pudesse ser você
E poder conviver
Com o teu anoitecer

Se existe beleza em existir
Quem dera eu pudesse te sentir
E poder interagir
Com todas as suas formas de agir

Se existe beleza em morrer
Quem dera eu poder me sufocar
E poder respirar
Com a beleza do teu existir

Se existe beleza em ser você
Quem dera eu pudesse escolher
E poder decidir
Em querer existir ou simplesmente ir