Postagem em destaque.

quarta-feira, setembro 14, 2016

Epílogo


Tenho certeza que ainda pensa em mim, não é possível que só eu esteja assim.

Quando um grande amor se vai, não vai assim, por fim....é semelhante de ambos os lados,sofrer.

O mundo costumava girar quando eu estava junto de você ou quando pensava por algum segundo em te ver, teu cheiro, teu corpo, forma de me olhar, e a nota suave do seu falar enquanto segurava as chaves do portão.

Hoje o mundo para e eu não me concentro em mais nada, parece que tudo é sugado pela sua imagem como um buraco negro, suga ate minha alma e isso é um empurrão na beira do penhasco.

Queda livre nas lembrança, lembro de coisas que eu nem sabia que poderiam ser lembranças, no começo eu me desesperava, debatia, balançava a cabeça e dizia pro subconsciente, chega ! Acabou! não quero mais!  

Lagrimas me escorrem dos olhos, eu já procurei um outro alguém, mas me serviram apenas de passatempo e isso não quer dizer que eu preciso ou quero você, não... nada disso!  Por enquanto quero deixar tudo como esta, tenho me acostumado a pular do penhasco, já conheço a maioria das pedras, ja não me machuco com qualquer tropeço, digo ate que perdi o medo e to começando a voar.

Minhas asas estão livres, abertas e dispostas a alimentar o ego.

Nenhum comentário:

Postar um comentário