Postagem em destaque.

quinta-feira, junho 12, 2014

!





Na vida ou desencarne meu amor não negarei
Na saúde ou na doença por ti eu estarei
Se um dia duvidar, por você eu provarei 
Que o teu amor me fez sentir que ao seu lado eu sou um Rei 
Pela fartura de carinho
A riqueza do amor 
Só uma grande mulher sabe retribuir os primeiros impulsos de um apaixonado
Mas não deixe-se levar, pois o mundo e as pessoas vão querer nos separar
Se acreditar em tudo que dizem, seu encanto por mim irá secar 
E um solo seco, dificilmente se recupera, não prospera, não desespera.
Confie em mim e no que vivemos
E a esperança nos trará vontade de viver mais  
Eu quero olhar o universo em torno de ti  
Brilhando atoa 
Talvez eu não seja o grande amor da sua vida 
Mas vamos viver essa estoria ate que o enfim, chegue ao fim  
 




quarta-feira, junho 11, 2014

Ultima visita






Toc -Toc -Toc

- Oi, tudo bem  ?
- Nossa, oi, tudo bem sim, entra, mas pule o tapete de "Bem Vinda" ... Você mudou, parece mais bonita, com o cabelo mais vivo.

Pode entrar, venha ver como estão as coisas, você lembra de como estava quando você decidiu partir ? Tudo jogado, desleixado, deixado de lado, to terminando de arrumar as coisas agora, não repara naquele canto direito da sala, deixei ali algumas coisas que eu ainda não sei o que fazer, não sei se jogo fora, boto fogo, faço uma doação ou se arrumo um lugar mais escondido pra guardar, joguei  por cima aquele lençol azul marinho que compramos juntos, lembra ? Você queria tanto uma cor mais clara, mas ai expliquei uma das minhas loucas teorias, as cores mais escuras disfarçavam as nossas manchas de suor, talvez ainda tenha o teu cheiro por lá, quer sentir ? não lavei-o desde a ultima vez.

Mas então como esta sua vida ? Esta mais magra !

Àh, lembra aquele cereal que você gostava de comer pelas manhãs ? eu ainda o compro, todo dia de manha eu coloco em uma caneca, experimento um e nossa como é horrível... Jogo no quintal para que os pássaros venham comer e me fazer uma visita !

Lembro que você falava comigo olhando pra minha boca, fiquei curioso esses dias e fui falar em frente ao espelho, você realmente gostava da minha boca ou achava esquisito como eu achei ? minha boca é torta e eu falo estranho, rs.

Eu acho que ainda deve ter algumas roupas suas por ai, não é que eu não tive tempo de pegar, na verdade me preocupei em organizar só as minhas coisas, acho que você tinha toda a razão eu sou previsível e egoísta, Foda-se. Olha ali, acho que aquela sapatilha vermelha é sua, não ?  Não adianta negar, eu lembro do teu chulé, ah eu ja sei, vai dizer que não tem chulé, toda sapatilha dá chulé....mas ta bom "Princesinha" !

Quando você se foi, chorei ... Por dias eu podia te descrever dos pés a cabeça com perfeição, cada detalhe, cada pinta, todos os pecados e descuidos, eu jejuei por ti, guardei no meu olhar todos os teus traços, as vezes a noite eu discava o teu numero, sabia  ?  Mas a minha insensatez foi menor que o meu juízo, sei que você atenderia com aquela voz manhosa e responderia tudo meio embolado, tentando contornar o sono, de fato não adiantaria nada.

Hoje já não lembro se o teu numero termina com 68 ou 86, hoje tanto faz, não me importo mais, eu sei já fui mais romântico, eu já teria lhe tocado algumas vezes durante essa conversa, desculpe-me a falta de jeito, não é abandono, é falta de vontade mesmo, hoje não tenho nada pra te oferecer.

Você não entende nada ? Não vou te fazer entender, não se aproxime, pode ficar ai com esses olhos arregalados, braços cruzados, cara de vadia, piranha, linda e sexy...Eu sempre lhe dizia isso, você fica extremamente excitante com esses lábios comprimidos e essa sobrancelha semi erguida, mas olhe só a diferença, ta vendo ? Aqui hó !  Olhe para as minhas calças, nenhuma reação eu tive, se fosse antes, nossa, estaria latejando por você. Antes que isso vire melancolia, acho que ja pode ver que tudo esta encontrando o seu lugar, então encontre o seu. Não, não se sente ai não, nenhum comodo aqui iria lhe acomodar, já esta tudo mudado, não te existe mais lugar, nenhum espaço irá te aceitar se nem eu aceito mais.

Venha, eu te levo ate a porta, não quero que se perca por ai e eu acabe tendo que te encontrar mais uma vez.




  



segunda-feira, junho 09, 2014

Sim é Lindo




Espera, deixe-me te olhar um pouco, você fica tão linda com esse batom, não sei se é a forma com que seus lábios se batem, a forma com que sua língua se contorce por entre a moldura dos dente, como gesticula com as mãos ao me contar seu dia...Reparo em todas as suas falanges, são soltas, leves voando no ar feito borboleta que vem pousar em meu rosto, continue a olhar, isso tudo me faz tão bem, esse pescoço fino e desenvolto revira esse teus cachos encarregados de charme e encanto, naquele canto esquerdo duas pintas um beijo e eu canto.

Esse teu jeito de se encolher, escolhe e colhe o meu melhor fruto, toda essa forma de se aconchegar em meu ombro com calor do teu respirar, isso dá choque, muda-me a cor, sem dor me abre o sorriso enquanto fecho os olhos acelerando o pensamento, meu mundo vai nascer... De novo!

Me beija as mãos, me lambe os dedos como pirulitos, olhando-me com os gigantes e fartos seios, perco o foco como esses cílios de boneca e a maquiagem que se borra enquanto escorrega em meu peito roçando as bochechas avermelhadas, fazendo-se de desentendida se recompõe faz pose de menina e me pergunta se esta linda, como não estar ? com jeito de garotinha, decote bagunçado, maquiagem toda borrada, descabelada com as pernas cruzadas e me dizendo que esta molhada !

Uma joaninha, linda e vermelha bate as asas e em teu ombro pousa, nos roubando a atenção.

Como são lindos esses cachos que se trançam em seu ombro feito trepadeiras subindo a parede, o muro do meu desejo, eu to ficando velho, ja ficando louco, então abre essas pernas sobe essa saia bourbom, me mostra a sua cor, o tempo não é dimensão para medir a hora de partir, me deixe ver, vem pra cá, deixe-me cheirar eu quero beijar, me deixe guardar a língua dentro deste teu caminhar. Não há nada mais lindo do que ver você negar, afastar, afrouxando as pernas como se pedisse - Abre !


Não olhe agora, não pense e talvez não escute, mas eu estou me enjoando você ...!