Postagem em destaque.

terça-feira, setembro 28, 2010

Desisto de Forçar !





Estou desistindo de você, abrindo mão, renunciando, enterrando, e errando, errando de estar lhe avisando, pois como sempre viras com teu charme abundante impedir meu esquecimento.

Acredito que temos nossa própria coleção de sentimentos, onde aprendem a conviver juntos e se aguentar, onde cada um tem seu lugar especifico, e nascemos assim, é como álbum de figurinhas, sabemos que tem algo pra preencher aquele lugar, sabemos o formato, sabemos ate o nome, mas nunca sabemos quando vamos abrir o pacotinho certo.

Estava Folheando meu "álbum" esses dias, e percebi que não adianta pedir figurinhas emprestadas, nem tentar colar figuras de outro álbum, Ficará cheio, mas não completo !

E eu cismava em colar o teu amor em mim ... era a figura do centro, a sua volta havia todos os outros sentimentos que seguem-me, arrumava-os todos os dias !
Mas parece que a noite, o teu amor se levantava, e colocava-se a sacanear todos os outros, como um trapaceiro usava das mais cruéis formas para tira-los de órbita, todos.
Ao acordar, havia dor no prazer. Mas uma troca eu gostei e não arrumei, ele colocou felicidade na despedida e esbarrou a coragem no medo, esses deixei como estava, os outros coloquei-os nos devidos lugares. Hoje estou aqui, encadernei meu álbum, e descolei teu amor, vim lhe devolver, o lugar dele não é ali, ou talvez ele tenha perdido a cola, pois se descola todas as noites pra bagunçar meus pensamentos.

segunda-feira, setembro 27, 2010

Sabor Mortal !




Hoje, em seu leito de morte vem me dizer que esqueceu o sabor do veneno ?

O veneno que ate hoje, corroe os meus os seus os nossos corpos, tão mortos no presente momento, não me restam forças nem pra colher as flores do jardim, quem dera poder cheirá-las ao sol escaldante. O perfume das flores eram como antídotos para mim, todas as noites após longas horas continuas de Selvageria e desrespeito, agradáveis, eu me punha a ajoelhar na garoa fina e acolhedora, curvava-me ao chão feito um suíno roçava por entre as flores, ate que entupisse meu nariz de minhocas e terra, só então eu deliciava-me com o sabor de uma rosa morta.

E é assim, hoje com o nariz cheio de terra e veneno, que vou me deliciar de uma rosa, preste a morrer !

sábado, setembro 25, 2010

Eu quero, eu Posso,eu Vou !




Uma vontade se realiza pela confiança e talento de quem acredita que tudo é possível. Por amadurecimento ou sofrimento, Derrepente você enxerga o caminho que liga a imaginação a realidade. Assim nasce uma paixão. Conseguir ver oportunidades de conquista e o desafio de planejar toda uma armadilha de sentimentos, quando todos enxergam dificuldades e desistiriam no primeiro bote fora do alvo! O mundo acontece da forma como olhamos para ele.
Olhar uma imagem e enxergar movimento, olhar para uma fotografia e enxergar vida, olhar um sorriso e ver felicidade, olhar para ela e ver possibilidade. Esse é um desejo que quero realizar, ver o mundo com os olhos de um conquistador, e a cada novo dia, a cada desafio, encarar o futuro com confiança e sempre me perguntar: Por que Não ?

sexta-feira, setembro 24, 2010

Vontade Incomum !




Quanto Desejo e verdade em uma só vontade.

Qualquer um, mesmo sem conhecimento, vira poeta quando se é invadido por vontades verdadeiras que os absorvem, tornando-os completamente delas !

Como eu sonhei um dia hoje estou aqui, admitindo pureza, diante de tanta safadeza, como seria bom levantar-me desta cama e sorri, só rir.

Na minha cabeça passa-se um milhão de coisas, se estivesse em minhas mãos,lhe esmagaria só pra ver a cor do sangue escorrendo pelos meus dedos, após ver-te assim, ainda sentira vontade de lhe abraçar! Eu me viro bem com a solidão, não se preocupe, não, tudo vai ficar vazio, os meus sentimentos não preenchem mais paixões, pois assim não me entrego tanto, se quiser de mim amor, abra mão do seu coração, e deixe o desejo tomar conta do seu sangue, faça-o jorrar em mim ! Esqueça também das respostas monossilábicas, pois essas me tiram o prazer de uma forma drástica, me faria lhe mastigar e cuspir feito bagaço ! Já faz tempo que eu te quero, como quero, daria minha eternidade para lhe matar !


Matar para nunca mais amar a vontade de desejar te tocar...!

quarta-feira, setembro 22, 2010

Pensando em Dizer !




Ela me deu três chances para dizer, a primeira eu engoli, a segunda eu entreguei ao tempo e a terceira não sei onde foi parar.
Mas eu estava pensando, o tempo talvez possa me devolver pois preciso dizer: as vezes pensamos muito em falar alguma coisa, outras pensamos tanto para não dizer, e ainda outras nem pensamos, dentre todas essas eu me calo dizendo que te amo! pois nada mais me faria pensar pra lhe dizer !

terça-feira, setembro 21, 2010

Lembrei Dela !




Engraçado, mesmo ciente de que já não à amo, eu insisto em guardar tudo daquela época.
Hoje revirando meu quarto encontrei algumas cartas, tão bobas mas felizes, não me passam certeza de que nos amávamos de verdade, mas uma coisa elas deixam claro, eu lhe fazia feliz. Aventura de alguns meses, alias vamos falar alguns anos pois não posso dizer e lembrar só de quando nos beijávamos. Seria tão bom viver aqueles momentos nos dias de hoje, eu com toda certeza, bem mais aproveitaria,pois saberia exatamente o que estava fazendo, e os frios na barriga passariam de simples à compreensíveis, vontade louca de ir pra escola e beijar, simplesmente beijar, que tolice, eu me apaixonei por uma pele branca, macia, uns olhos claros que me deixavam sem ação, talvez nem ela sabia o que estava fazendo com aqueles olhares.

Rs Rs, e sua voz ? todas as vezes que me lembro, sorrio, já comentei com ela outras vezes que a tal voz era engraçada, mas não é esse o motivo que me faz sorrir,o que alegra-me é saber que eu era um menino bobo por ela, e me satisfazia só de vê-la conversar com as amigas, os teus abraços tão suaves, mas lembro de me sentir tão envolvido neles, me caiam como roupas em plena nudez, mãos geladas e lábios carnudos eram e foram por muito tempo meus desejos de todas as manhas.

Uma loira linda de olhos claros, seios fartos,bumbum desenhado. Mas uma das características que me fez enche-la o saco, era que tua voz era fãnha, eu ligava só pra saber como estava e ouvia dizer coisas que hoje eu já sacaria que era só diversão da parte dela.
Mas também, se fosse hoje os seios fartos me fariam mais satisfeitos do que a voz, hoje não é tão fácil deixar meu lado racional comandar, o animal esta frequentemente no controle do meu ser, e ainda bem que tudo aconteceu quando eu não os distinguia, pois não conseguiria guardar tantas lembranças e nem dizer que descobri alguns sentimentos com você, principalmente a magoa, o desamor, Rancor e dor, mas já venci todos eles, precisei de dias escuros e noites claras para poder transforma-los em agradecimentos e chegar a conclusão que não tem jeito de esquecer a boca molhada que por muitas vezes parecia estar em meus olhos, vazando aquela saliva doce, com gosto de menina inocente.

sábado, setembro 18, 2010

Mentiroso Sincero !




Que o mundo sobreviva de mentira então, já que minhas verdades você ignora!
Mentirei que menti, menti pois um dia mentiria que estava mentindo sobre minhas mentiras !
Mentirei que vi estrelas formando nossos nomes, mas não era no céu, era no mar.
Não sentia frio ao lhe oferecer minha blusa quando via seu lábios roxos, estava mentindo !
Estava e estou mentindo o tempo todo, menti indo, menti vindo, menti, meti, meti vendo, meti tendo inúmeros prazeres mentirosos, fruto de uma mentira envolvente que fazia-me mentir !
Pra que dizer a verdade ? se te conquistei com mentiras, se eu parasse de mentir, talvez deixasse de gostar de mim, deixado de gostar de mim, me faria dizer a verdade.
E a verdade é que o dia que acreditar em minhas mentiras, será o dia que vou começar a mentir !

segunda-feira, setembro 13, 2010

Fios de Sentimento !




Os Dias passam devagar, mas o tempo esta em seu lugar ...!
E hoje não vou chorar pois sei que Feliz tu deve estar..!
Em meu braços jurei te amar, em minha boca te acalmar e em minha cama te excitar. Hoje em minha cama, passo a boca em meus braços, buscando um gosto que era tão intenso e presente. Que saudades, saudade, saudades de momentos que nem vivemos, e eu planejava-os mexendo em seus cabelos enquanto estávamos deitados em minha cama assistindo aquele marcante filme de romance, mas sempre que estava no fim dos meus momentos, seus fios caiam tão facilmente em minhas mãos, desesperado busquei apoio fio por fio, correndo atrás de respostas, quando vi, estava com tufos de cabelos entre os dedos e no travesseiro se destacavam aqueles longos fios ondulados e cheirosos. Corri beija-los, talvez trariam-te de volta.
Mas Não foi assim, acabei me engasgando com cabelos entre os dentes, envolta da língua, e aquilo me deu uma ansiá tremenda.
Engolir tudo de uma vez, seria a solução, pois dentro de mim os sentimentos resolvem-se e se dissolvem sem feder nem alarmar as minhas dores.

domingo, setembro 12, 2010

Universo Perfeito (para mim) !




Lhe confessei tantos erros, lhe mostrei todos defeitos, deixei que descobrisse as não muitas qualidades existentes em meu ser.

Jurei amar-te por toda a vida, dar de mim o máximo para te ver feliz e assim caminhamos por momentos, conflitos, beijos e escuridão, eu Nunca soltei sua mão, mesmo em momentos de desistência eu olhava em seus olhos e lhe prometia estar sempre com você, os abraços surgiam sem esforços!

Alertei também que Destruiria seu coração, e que sentimentos, esses eu ja tinha o bastante, não precisava me dar mais um pouco, que se demonstrasse uma gota se quer de sentimentos, a face lhe cuspiria.
Contigo ao meu lado sorri tantas vezes, tantas que ao me olhar no espelho, o meu sorriso reflete e me lembra gargalhadas que tivemos, noites acordados falando sobre o nada, sobre a minha capacidade de lhe causar dor. Dor daquelas de esticar as veias interrompendo o correr do sangue, dor daquelas de passar uma navalhas por entre os lábios, dor daquelas de saber que tens sentimentos acumulados e não pode demonstrar, pois não agradaria quem você ama.

Sorte a sua que sempre me escutou !

Lembra de quando Pedia sua mão, colocava-a em meus olhos ordenando que também cobrisse os teus, ali parados lhe recitava tantas historias, voávamos de braços abertos, passando por entre as nuvens, juntando-nos com os outros pássaros que migravam para nossa ilha, ilha habitada por criaturas famintas por carnes humanas, arvores que inalavam sentimentos e expeliam desamor, mares feitos de sangue onde carcaças tinham vidas. Parávamos no topo da montanha mais alta e escura, ali eu te apontava as nuvens carregadas de agua suja, dizia-lhe: Vamos voar até lá ?.. nesse momento antes da sua resposta, arrancava-lhe as mãos de meu rosto e imediatamente sem que pudesse pedir, você abria os olhos sorrindo; e brigava comigo dizendo que anjos Não vôam na chuva..! Eu te abraço e digo por cima do teu ombro, nenhum coração consegue voar na chuva!

Estávamos em altíssima sintonia, portanto eu continuava me entregando, mostrando que conseguia ser transparente ate mesmo nas mágoas, e você ja sabia que um simples vestido longo, uma flor na orelha combinada com um belo sorriso, arrancava-me perdões e novos convites.

Uma vez em meio a chuva, fui na porta de sua casa, e chamei-te ate o jardim, ali coloquei tuas mãos nos olhos, voamos novamente ate a tal montanha; soltei sua mão pela primeira vez e bati asas sem dizer Adeus.

Mesmo depois de tudo isso, você ainda acreditou que eu existisse ! Eu sou um monstro, querido Anjo! Um monstro existente, e apenas monstros podem voar na chuva, pois sabem proteger o coração!

quinta-feira, setembro 09, 2010

Sempre que quiser um Beijo, Eu vou te olhar !




Espertos São seus olhos, selvagens, que ao me ver, me mordem, me puxam, me encantam de tal forma que desligo-me de tudo ao meu redor, levo as mãos ao queixo e me debruço sobre o apoio mais próximo, e ali fico, admirando-a enquanto me devoras feito piranhas em corpo ao sangue.
Ali parado por segundos, me desejo a eternidade do momento, um singelo sorriso me forma no canto da boca, inocente mas com segundas intenções entregava-me inteiramente ao papel de bobo.

Me percebes e eu ligeiramente levo meus olhos as arvores sequencialmente jogo-os para o chão.. e por ali os deixo, ate ver seus sapatos se aproximando em minha direção, pisadas firmes e elegantes ao penetrar meu plano de vista lentamente, pude ver as pernas lisinhas sob uma saia não tão curta,uma blusa degrade e por fim um decote provocante. Ali parada não diz nada, forçando-me a tomar providencias, envergonhado mas não esquecendo a ousadia, Lhe olho nos olhos e seguro suas mãos, por alguns instantes continuamos calados.

Em voz baixa, mais por gestos, eu te convido a ir comigo pra baixo da arvore, ali distante de nós..!

Distante de pessoas que pudessem me interromper, Lhe abraço forte antes que chegássemos ao tronco; e abraçado acompanhei os passos das suas pernas e virei-te de costas a arvore, rapidamente busquei suas mãos e as suspendi, deixando-a confusa e envergonhada, segurando suas mãos pra cima, aproximei minha boca da sua, e tu virou o rosto deixando-me mais próximo ao que eu realmente queria, seu ouvido, sei que foi um ato de defesa, tentando impedir um beijo roubado, mas aproveitei deste, para complementar o meu gesto soltando suas mãos lentamente e dizendo baixinho no seu Ouvido : Não costumo roubar beijos, São mais gostosos quando os conquisto!

E Novamente os espertos me beijaram loucamente !

sábado, setembro 04, 2010

Além de Tudo, um Nada !



Quero Dizer que te Amo Acima de Tudo !

Acima dos meus sentimentos
Acima de todos acontecimentos
Acima de todos movimentos
Acima dos beijos Dados e roubados

Acima dos lençóis revirados, Suados e surrados foi ali que lhe disse que amo-te acima de tudo.
Mas hoje aqui sentado em lençóis limpos, trocados e bem postos. Eu lhe repito que Te amo acima de Tudo, mas que Não tenho medo de perder-te, pois sem você, ainda tenho TUDO !