Postagem em destaque.

sexta-feira, dezembro 31, 2010

ir-re-pri-mí-vel




Nada de Amor, Nada de paixão, nada de sentimento, nada então do coração!
Posso Substitui-lo por mais um Órgão sexual, quero duplicar meu prazer, quero derreter-me em suor alheio, me jogar em uma cama, nu, e levantar vestido, vestido de satisfação, tomar um banho Gelado, e novamente puxar os cabelos de quem me acompanha !

É natural que uma hora eu me canse; a maior de todas as almas não ficaria insensível ao prazer abundante, e não gostaria de ser conhecida como tal.

sábado, dezembro 25, 2010

Noite em Claro




Em um Cómodo da casa me jogo e fico,fico ate que o sono me encontre, esta difícil dormir com o ronco do meu coração que bate hibernado em um amor .
O som do silencio incomoda mais que o caos da cidade grande, um misero barulho e eu acho que o coração se entristece. Por alguns tempo vou ficar assim, ate que eu tenha pressa de voltar a acelerar meu pobre coração, por enquanto sinto saudades, a principal causadora da minha insónia, barulhenta, com o dom de despertar qualquer urso que esteja hibernando.

Pois agora sei porque roncas meu pobre coração, cansastes de tanto se alimentar de saudades, e desistisses então do bom sono de um apaixonado !

terça-feira, dezembro 21, 2010

Talvez seja essa a Tal Felicidade!




Por Razões que eu não consigo compreender, você esta sempre ao meu Lado.
Talvez seja o sonho de qualquer apaixonado ter algo assim, sempre presente, mais saiba que estou enjoado de você.

Seria pedir demais ? me deixa quieto, quero respirar sem pensar em ti.
Quero poder dizer que estou com um novo amor, sem te dar satisfações.
Você deve gostar mesmo de mim, Ta sempre a me procurar, eu sei que quem ama uma vez, não deixa de amar.
Mas desse jeito acredito que o melhor seria te perder, e aprender então a dar valor no que sempre me acompanhou.
Hoje lembro de tantas vezes que olhei para o céu e desejei tudo aquilo que deixei no papel, Vamos fazer um trato ? Você me deixa tentar um novo amor. e Se nada der certo,eu volto pra você, minha Querida Solidão !

sexta-feira, dezembro 17, 2010

Enterrado (ainda vivo) !




Eu poderia Amar, falar e fazer tudo outra vez, exatamente igual. Mas a partir de agora prefiro mentir sobre tudo que sinto!

Poderia mergulhar no meio das ondas, sentir a força da agua limpando minha alma, como se fosse uma poeira leve.

Mas prefiro Flutuar sobre o mar, deixar que as ondas passem por debaixo de mim levando teu poder de limpeza pra morrer em abundância de desejos que as mesmas limpam e depositam na beira da praia!

Poderia correr de Braços abertos por toda a orla da praia, gritando EU TE AMO, e sorrindo pra quem se indignasse com minha alegria. Mas prefiro escolher o canto mais vazio do imenso cemitério de areia, cavar um buraco gigantesco e jogar o meu "Te amo" para que um dia as ondas o descubra, e leve-o para bem longe onde eu não mais possa encontrar !

terça-feira, dezembro 14, 2010

No Final, O que Falta ?





Não Adianta agora em leito de desespero, dizer que se arrepende, foi você que quis assim, e como desde o inicio da "MINHA" paixão eu sempre fiz suas vontades, desta vez não precisou falar, eu entendi pela forma de me tratar.

Quero só ressaltar que: Deixar um amor verdadeiro escondido, é sempre o caminho mais rápido para o assassinato de um coração valente !

Pois então, não me procure e continue se escondendo, sumindo cada vez mais um pouquinho, que um dia a tua falta fará do meu amor completo !

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Tairine Vargas



Sou um mero conquistador e tão pouco sei sobre o amor. Mas de uma coisa eu posso me assegurar, uma verdadeira mulher não recusa uma bela rosa acompanhada de um sorriso sincero!

Sinta-se presenteada agora, e Sorria olhando para a lua, ela vai saber me transmitir exatamente a luz do teu sorriso !

quinta-feira, dezembro 09, 2010

Diariamente ( as vezes a noite) !




Revoltado, estou aqui lembrando da inúmeras portas que o amor me fechou, algumas doeu bater a fuça com toda vontade de entrar, outras eu ja estava preparado, mais insisti em tentar derrubar, ate que um dia, descobri que tenho dentro de mim uma infinidade de chaves, para testar, mais não pude deixar de reparar, que de todas as portas fechadas, uma sempre tem a chave na fechadura, é a porta mais atraente, tem forma de desejo, cheio de pecado, mais é perigosa, da mesma forma que entra é bem fácil sair. Acima dela tem um letreiro gigante, escrito prazer !

E Realmente, a porta do prazer, não digo nem que precise virar a chave,ja esta automática, basta se por a disposição e ficar em frente .. ela se abre, se arreganha, e trás junto a sensação de perigo, o prazer o êxtase vantajoso. Mas E dai ? entrou em quatro paredes, sem saída, nem despedida, simplesmente Prazer, acabou e tu voltou exatamente pra onde estava!

Assinado Por Ela( vontade) !




Receba essa carta em branco, do meu pobre coração e interprete-a como achar conveniente!

Como um Gesto de não ter palavras pra dizer o que sinto por ti; Ou como se nada que aconteceu valesse a pena, gastar meus punhos falecidos de lhe estender Rosas recusadas, para escrever algo que no mínimo, tu amassaria !

Entenda como um Vazio, como um nada ou como simplesmente uma folha em branco !
Mas pode também entender como um majestoso ato, lhe entregar algo tão puro onde possa usar de suas sábias interpretações para continuar me esnobando, ou me aceitar de vez com transparência !

sábado, dezembro 04, 2010

Pecador Desiludido !




Me Diz pra que de tanta tristeza ?
Levante as mãos e Brinde o Desamor !
Acredite, tirando o "s", viveríamos De amor
Seria tão mais elegante quebrar as taças nas mãos, brindando algo que literalmente nos motiva !

Ja que é assim, brindemos a putaria a nudez e os pecados, Jogai-nos em cama limpa, rodeada de fartura e luxúria, só assim encobriríamos a gula de um prazer insaciável !

Não me nego a comprar corpos se for esse o meu desejo, iria me orgulhar em Dizer que são meus e Só meus, e ainda sentiria uma pontinha de avareza por ter deixado pra tras uns tantos que me pediam pra traze-los pro meu reino !

Mais infelizmente estou aqui, Brindando com a lua, uma noite de selvageria e desamor!
Tão simpática, ela não para de Sorrir !

quinta-feira, dezembro 02, 2010

Incorpóreo




Certo dia se dá inicio ao nascimento de um espetaculo, com os sorrisos as luzes se acendem, dando foco para esperança, os olhos simbolizam por sua vez as cortinas, que independente da platéia se fecham ou se abrem, iniciando um bombardeio de descobertas e sentimentos; que podem ate ser desconhecidos, mas são muito bem vividos !

Com o tempo a interação, confiança e intimidade dos protagonistas, tornam-os amantes, e a nudez já não é o prato principal, talvez necessitassem de um pouco mais de sal, ou bom astral. Mais mesmo assim, o espetaculo não Para !

O Jeito é lembrar que isso nunca acaba, apenas se esconde atrás das cortinas, e sempre ajoelhar agradecendo o Amor, por nunca poder toca-lo, pois seria o fim de um belo Romance !

sábado, novembro 27, 2010

Preparado




Tão mal nos faria se eu disseste lhe amo, acabaria todo o perigo, o pecado, a vontade escondida !

Tão mal me faria, que o frio na barriga entraria agora em erupção, a fome nos olhos estaria satisfeita, o desejo no toque seria cego. Passaria de desejada a simples conquista !

Tão mal lhe faria, que não mais seria tão fogosa, não mais morderia os lábios de vontade, e muito menos molharia os olhos de desejo.

Tão mal nos Faria, que diria: Há males que vem para o bem !

Tão bem nos fará..... Te Amo !

segunda-feira, novembro 22, 2010

Cores no Escuro !

( Texto feito para uma amiga que dedica um pouco do seu tempo, fazendo palestras, sobre inclusão de Pessoas com necessidades especiais. Tendo o Foco agora "DV" (Deficiência Visual..) me convidou pra ajuda-la a Inovar as Palestrar..! e o resultado foi este! )

Cores no Escuro !






Ja pensei em ter uma Nova vida, me entregar a essa, e esperar que na próxima eu viva melhor! Mas pra que uma nova vida ? Se nessa eu posso sentir todas que em minha volta passam, e por muitas vezes se julgam piores que a minha! O Barulho do meu mundo, com toda certeza é mais lindo e aproveitado, os cheiros das flores, faz minha imaginação voar, assim posso ate ver! Dizer que sou capaz de ver tudo que toco, seria ironia para alguns, mas Só os Cegos vêem pelo toque, So os Cegos sentem pelo toque, e somente Nós, Lemos com os dedos..!

Imagine agora, Fechar os olhos, e ver tudo colorido ! é Difícil para alguns, mas acredito que tenho todas as cores dentro da alma, e sei exatamente como sorrir, quando lhe der agonia de estar no escuro, simplesmente abrirá os olhos, e Eu ? eu prefiro abrir o Sorriso e dizer que sou Feliz como sou !

domingo, novembro 21, 2010

Ja vivi, mais ainda morro !




Em folhas Jogadas pela casa encontro verso escritos em outros momentos, as vezes ate me confundo, será mesmo que sentia tudo que escrevia !

Se Nas Folhas eu escrevo, nos sentimentos transcrevo estórias improvisadas, capazes de me fazer reviver vidas passadas, ou vidas futuras, as vezes me sinto como se ja tivesse passado por aqui, outras como se tudo fosse um mar de novidades !

Por vezes lágrimas quentes e silenciosas, ardem todo o caminho que fazem, mas também ja senti como se tudo se petrificasse, e nem se quer saia uma unica e bendita gota de gelo que traria o meu alivio !

Em Meio a Tantos Brilhos, Uma Ajuda !




Se Há amor ? só há !

Foi uma resposta Curta, que eu dei com ligeiro toque de sarcasmo, e a sedução de um bom vampiro !
A escuridão da noite, quase escondia o seu rosto, em meio a tantas roupas que usava pra conter o frio, a franja negra no rosto, era um lindo contraste com o sorriso que vez e outra soltava uma neblina que me cegava as palavras, tais quais muitas vezes formavam frases sem sentido.

Como se eu não tivesse Dito nada, ela caminha em direção a escuridão,me dando as costas deixando-me parado, sozinho e agoniado. Para que meus olhos não me torturassem todas as noites em que colocaria meu corpo sobre a cama, Fechei-os, e assim permaneci, ate sentir um toque gelado nos lábios, e com uma incerteza, senti a franja raspar nos meus cílios, fazendo-me agradecer a lua, por iluminar tão pouco as minhas segundas intenções !

sexta-feira, novembro 19, 2010

Adeus




Estou Sentindo Tá na Hora de tratar, me machuco tanto.

Hoje eu vou me Dilacerar, Dizer que sou capaz de amar ainda mais, quando estou em meio ao sangue, sabemos que sou ou era um cara frio, e que os sentimentos pouco consigo demonstrar, mas é só lembrar do amor que o corpo morre de vontade, Só lembro dos desejos e das feições de prazer que o teu corpo me transmitia !

Por você acredito que devoro todos os amores que me imploraram pra reviver, so pra quando estiver ao seu lado, conter minha vontade de lhe amar!

terça-feira, novembro 16, 2010

Renovação das Borbulhas !




Um Copo de Sentimento, com dois dedos de lamento e gelo, muito gelo!
Me entrego ao tempo, para não virar um detento desta paixão, que o vento leve todo esse pensamento de arrependimento, e que amanhã eu possa erguer um copo e brindar o fim da solidão..da solidão alheia

sábado, novembro 13, 2010

Entre a Amizade e o Amor !




Que o pecado seja assim, ter você inteira pra mim, com a pele branca, nua e quente, pele onde um simples carinho eu deixo o rastro, e mesmo sabendo o caminho de volta, prefiro me perder nas curvas do teu corpo, fazendo-me sentir muito mais do que amigo!

Será que tem algo errado comigo ? ela só me chama de Amigo !

Não é coisa da minha cabeça, pois ela não aceita que eu chame-a de amor, diz que somos amigos e que preciso entender, seus olhos paras flores que recebe brilham de mais,e agradece com um abraço singelo envolvendo-me; Baixinho eu digo que a amo, e não demora muito, fica tremendo, aos pouco a respiração ofegante no meu pescoço ela se entrega, com um olhar por cima dos ombros, percebo que um dos pés ela ergue.

Amiga não abraça assim, fica ate difícil eu não tocar no assunto do amor, por mais que queira ser só a minha amiga, aos poucos se distrai e assim se obriga a admitir que existe algo mais !

quinta-feira, novembro 11, 2010

Coração com Alça




Uma Xícara vazia, era meu acalento na sala Fria e escura, em um sofá desconfortável as curvas do meu corpo acomodavam-se,os pés encolhidos, pálidos e enrugados, um braço esticado e o outro curvado, a xícara na mão eu balançava, com pouco liquido, nem espirrava, o tapete da sala se rastejava, que medo eu tinha de por os pés ao chão e o tapete me morder feito um Cão !

As molduras dos quadros rangiam e tortas ficavam!

Que medo, de medo eu suspirava!

Será que um Grito me libertava ? A xícara em mãos ainda Batia! Ja não lembro se era sangue ou era agua, mas sei que algo eu chacoalhava ao mesmo tempo que o retrato olhava !

Aquele vento ja não assustava, ate que então algo cochichava: Amor faz bem mas lhe destrói, jogue no chão o que te corrói...!

Meu Deus Do Céu o que eu Faço ? Ponho no chão ou estilhaço ?

Abrir os Olhos Talvez Ajude.

-Oi Amor, que coisa rude, me devolve a Xícara!
- Ainda esta cheia?
- Cheia ou não, coloque-a ao Chão !

Fim Do Dia !




Como estaria se hoje fosse dia ? De mim Lembraste ou apenas sorria?
Como seria se hoje fosse dia ? Todos Diriam Se arrependeu ou apenas queria ?
Como faria se hoje fosse dia ? Se entregaria ou novamente correria ?
Como sentiria se hoje fosse dia ? Por completo ou a metade esconderia ?
Como Falaria se hoje fosse dia ? Meias Verdades ou mentiras completas(sinceras) ?

Perceberia se Hoje fosse Dia ? Hoje não é Dia, hoje é um Novo Dia !

Escabrosidade



Branco no Preto, Preto no Azul!
O que seria de mim se eu fosse um Urubu!
Voando Aberto, mas pareço um Brucutu!
Carniça Boa, é Carniça Azul!

Faço um traço usando carvão!
que coisa Louca, tô na escuridão!
de Onde vem todo esse Clarão?
Será que agora achei uma Razão?

Desilusão cantar sozinho ?
Mas o que faz os Passarinhos ?
constroem seus ninhos
Coitados, tão frageizinhos

Lilás por trás
Anil não viu
Me trás a paz
Que quero Mais

Espere o Amor
na janela do infinito
pois só assim saberá do colorido !

quarta-feira, novembro 10, 2010

Quem, a bela? É ela...É ela...



Eu corria
Ela parava
Eu sorria
Ela esnobava

Eu na minha
Ela na dela
Eu na sua
A gente duela

Eu me despia
Ela, espia
Eu chorava
Ela escondia

Ai de mim
Se ela esfarela
Via e falava:
- É ela! É ela!

Ela ria, de cruel ternura
Eu sorria - formosa desventura
Ela, do fogo - doía, queimava
Eu, tapete - e ela passava...

Ela no altar, cheia dos lampejos
Eu, a orar, debaixo e de joelhos
Ela – Deusa - bandida perdoada
Eu de crucifixo e alma penada

Ela na guerrilha, feito armadura
Escudo de matilha, perfeita conjuntura
Eu de corpo e alma, promessa feita
Ela, heroína, criminosa suspeita

Eu me entregava, feito doação
Ela esmagava - pobre coração
Eu me levantava - que alegria!
Ela me acabava feito alergia...

- Ela me abraçava, eu, machucada.
- Que bela magia (toda despencada!)
- Que ironia, ela sempre pecava.
- Tu és santa...ela, desvairada!

- E o tempo que nos faria...
- Tão bela estava - ela dizia.
- Não recordava.
- Mas eu sofria.
- Ela me amava.
- Ou era fria ?
- Tão pouco importa.
(Eu amaria.)

- Eu, a obra, já acabada.
- De mim sobra ela idolatrada.
- Cadê? Onde estás?
- Eu? Na calçada. E tu, o que faz?
- Em plena madrugada?

- Pra Lua eu digo...
- Por ela eu mato!
- Pra mim, nem liga
- Pra nós, é fato.

Eu era amante - ela era amada
Que semblante - ela lapidada!
Parecia diamante - ela, descarada
E eu, infante, presa caçada...

Me faço um prato –raso seria
Lhe faço um trato – aceitaria ?
Com tantos laços, me embrulharia
Com tanto tempo, lhe cansaria

- Quem é ela, poeta, aquela?
- É, poetisa, entre as vielas.
- Vi, é ela, poeta, é ela!
- Quem, a bela?
- É ela...é ela...



Em honrosa parceria com Maria Carolina Ifraim.

http://mariacarolinaifraim.blogspot.com/

sexta-feira, novembro 05, 2010

Retardado( o amor) !




Com as Mãos em meu ombro ela pediu um sorriso, acompanhado de um gesto de Dó disse Por favor!

Como Sorrir ? Havia tanta vontade, mais aqueles olhos traiam seu pedido, na verdade queria um grito, um grito de amor, o qual prometi tantas vezes. Tantas que hoje me arrependo de tanta expectativa!
Melancolia não era minha intenção, mas como dizer isso a um coração encantado ? dizem que o amor é cego, pois não parece.... é Retardado!
Uma pergunta difícil seria, porque foi assim tão compreensiva, mais tão "tô nem ai".
Realmente Gritei, um grito totalmente de amor, talvez não o mesmo que prometi, mas veio do mesmo sentimento, pedi que tirasse as mãos de mim e desse-me distância, ela deu um passo para trás, pedi que desse mais Dois! Isso, agora abra os braços, feche os olhos, e se possível fique de costas assim não correrá o risco de ver minhas lágrimas voarem !

Após alguns minutos, ela se virou a minha procura, e uma rosa ao chão deixei, junto a ela um bilhete: Faça como eu, Suma da minha Vida !

É isso ²

Estou me transformando aos poucos num ser humano meio viciado em solidão. E que só sabe escrever. Não sei mais falar, abraçar, dar beijos, dizer coisas aparentemente simples como “eu gosto de você”. Gosto de mim. Acho que é o destino dos escritores. E tenho pensado que, mais do que qualquer outra coisa, sou um escritor. Uma pessoa que escreve sobre a vida – como quem olha de uma janela – mas não consegue vivê-la.
- Caio F.


Sofia

Só o necessario !




As vezes pensamos muito em dizer alguma coisa
Outras pensamos tanto pra não dizer
Ainda outras nem dizemos
dentre todas essas eu me calo dizendo que te amo!
pois nada mais me faria pensar pra lhe dizer !

terça-feira, novembro 02, 2010

Dias Iguais !




Hoje é dia de arrancar os cabelos
Cortar os pulsos
Subir pelas paredes
Esquecer desvantagens
Fechar os olhos
Ir de encontro
Dobrar minhas Vaidades
Falar meias Verdades
Hoje é Dia de Dizer Te Amo !

sexta-feira, outubro 29, 2010

Convívio





Droga, droga e droga !

Culpo minha imaginação fértil por isso, tantos beijos, abraços, presentes, sorrisos e conquistas, hoje é tão comum te ver ao meu lado, que me sinto uns dos mais belos príncipes montado em um daqueles cavalos brancos, com crina comprida leve ao vento.

Ajoelho-me todas as manhas a espera de que minha imaginação não me traia hoje, e tudo ocorra como deve ser, que eu não lhe entregue rosas, que eu não lhe diga te amo, muito menos toque em seus cabelos num momento pré beijos. Hoje quero fazer tudo pra te magoar, esquecer os elogios, os carinhos, uma rosa, uma prosa, um dilema, um poema, um abraço sem laço !

Culpo minha imaginação por isso, te tenho em mãos, vestida como quero(Nua) com cabelos soltos, boca brilhante, e completamente entregue as minhas ilusões!

Culpo ela, pois nem se quer conquistei, e já pude viver tudo que sempre quis, e hoje, rezo pra que te esqueça, pois o tempo te trouxe pra perto, tão perto que me fura, me machuca, ter você dentro, fora, perto e longe, tudo é você, que Droga, já me enjoei, e culpo minha imaginação por isso !

domingo, outubro 24, 2010

De tanto destino, Desfaço !



Em um momento não tão meu, eu perdi o foco em lembranças daqueles traços, algo me fazia lembrar que havia um desejo e eu tinha esquecido, ou talvez não plantado, para que regasse com lágrimas, pois é assim que venho, de lágrimas crescem meus amores !

Fatos e relatos não negavam o conhecimento, de fato as lembranças eram verídicas e eu decidi então aproveitar o solo adubado de tantos outros ali esquecidos, cavoucar em busca de uma resposta.

Encontrado uma pequena muda, e comprovada a existência de um sentimento, me pus a regar, agora com mais calma e cuidado, para que não cresça de lágrimas e acabe como um choro, caindo ao chão !

Independente de meu novo amor, levei minha vida, musicas novas, cores mais fortes, desafios da vida encarados com mais vontade. Com o crescimento e a convivência de nos, do tal amor, surpreendendo-me surgiram sons que se faziam comum ao meu dia a dia, isso sim parecia sintonia!

De Vez em quando eu avistava o meu amor próximo, mas bem próximo que se fazia distante da minha conquista, inconscientemente meu GPS já estava nesse caminho, e tudo me lembrava isso, momentos já vividos, eram relembrados, por uma simples janela por onde tantos olhos já viram o mesmo lugar !

De sucesso crescia agora, parecia um show, ate o sol quis ver a minha colheita, já estava na hora de experimentar bons frutos, parado e de olhos fechado, sons aleatórios mais certeiros me levaram a retirar um fruto, abri os olhos no momento em que toquei a mão, a incerteza de um talvez, um brilho me deu a certeza de que seria o certo, descasquei-o, tinha em mãos a melhor parte, seria o ápice da minha conquista, o fruto me escorrega das mãos, caindo ao chão, me deixando completamente em duvida, se valeria a pena lavá-lo pra desfrutar de tanto destino !

Alma de Caçador !




Como um Leão em caça, avistei umas das mais belas presas, me pus na retaguarda, me abaixei por entre os arbustos, e fatos que poderiam me camuflar enquanto pleneijava um bote certeiro.
Após muito analisar percebi que dentre companheiros de bando, a tal presa já era vista a tempos, digamos que conhecida de vista, ate então não desejada, pelo o que puder perceber eu estava preste a atacar uma presa que o tempo todo, não se fazia distante, apenas ausente !
Ao poucos e com passos de felino, eu fui me aproximando, podendo conhecer, senti, assumir o meu desejo de cravar os dentes em um sentimento que parecia seguro. Mas talvez o meu bote precisaria ser intenso, pesado, dominar por inteiro, por completo, domar sem pudor, entrar na pele, na carne e no osso, obstruir pensamentos de defesa, fazer perder o controle de ações e reações. Num ritmo frenético, conivente e deliberado... se for desse jeito, vou desistir, não devo ter toda essa garra, não no meu corpo, mas minha alma chama esse poder !

Bem próximo, eu me abaixo e com cuidado dou um Pulo, bem em frente ao que seria o meu sonho de consumo, e por instantes nos olhamos, e um olhar indeciso, induzindo a um talvez, me surge um sorriso, e de caçado, me rendi a uma indefesa caça, e quem me cravou os dentes, foi ela. Mas como qualquer caça que não tem na alma um caçador, ao chegar na alma, não quis engolir, e me deixou ali, uma carcaça sem forças e indecisa!

sábado, outubro 23, 2010

Descartável Perfume!



Dentro das quatro paredes, eu suspirava, que agonia !
Aquele barulho la dentro do banheiro, parecia estar bêbada, derrubava todos os frascos, e dentre todos eles, estilhaçou-se um dos mais preciosos, quebrou feito vidro de perfume.

Sentado na cama, eu queimava, suplicava, explicava-me o porque disso tudo, nu sentado sobre lençóis de seda, vi você vestida apenas de uma calcinha vermelha que muito se destacava na sua pele branca que se trancava no banheiro alucinada, dizendo que só me faria lembrar do cheiro, do cheiro da sua pele.

E foi assim, após tantos barulhos de soluços, choros, e frascos, o mais precioso se quebrou próximo a porta, por onde o perfume vermelho se escorreu por debaixo, foi o melhor perfume derramado que pude sentir, me hipnotizando, levando-me a arrebentar a porta e com cuidado para não me cortar, juntei os cacos, como qualquer outro frasco quebrado, eu descartei-o, e fui em busca de novas Fragrâncias !

segunda-feira, outubro 18, 2010

Rosa, Talvez Mulher !




Ali encontram-se

Branca, cujo toque, é ternura
Vermelha, cujo o toque, é paixão
Branca, feito a pele da menina
Vermelha, feito a boca da mulher
Branca e Vermelha misturam-se
Ternura e paixão se fundem
Menina e mulher num só corpo
O que surge é Rosa
O que surge é Amor
Desejo de tocar, desejo de ser tocado
Envolver, ser envolvido, partilhar da beleza
Beleza que alimenta a alma
A verdadeira Beleza, que vem do amor !

Conhecer seu corpo
Conhecer seu Sentido
Deixar-se levar, pelo simples medo de Experimentar
Onde tudo é belo, nada é sujo e eu me perco desvendando mistérios, rompendo tabus, desejando tocar, ser tocado.

A ternura é o prazer
A Paixão é o Fogo
O Beijo mais intimo
O mais intimo Beijo

Aqui encontram-se, Menina e mulher, se tornam Rosa
Ternura e Paixão tornam-se Amor
Corpo igual, Almas misturadas(talvez)
Simetria de Sentimentos, êxtase Perfeito, incontrolável!



Isso é Complicado, mas extremamente envolvente e amável !

quarta-feira, outubro 13, 2010

Se eu Não pesasse tanto assim !




Se eu Não morresse tanto assim, talvez vivesse os amores que eu perdi, e por final, foram em vão !

Se eu não me calasse tanto assim, talvez lhe desse as flores que eu colhi, de um lugar coberto de amor!

Se eu não te olhasse tanto assim, poderia te escrever um livro, e no final com todo amor, diria : "felizes para sempre"!

Mas Se eu não sonhasse tanto assim, lembraria que o para sempre não existe, deixando-nos por completo ao chão !

Se eu não te amasse tanto assim, abria o jogo, deixando transparecer que sou vadio!

Temendo tanto assim, minha coragem se esconde, fora de mim, nem mesmo o ar me enche os pulmões.

Sem ar, flutuo pesado dentro do meu jardim!

terça-feira, setembro 28, 2010

Desisto de Forçar !





Estou desistindo de você, abrindo mão, renunciando, enterrando, e errando, errando de estar lhe avisando, pois como sempre viras com teu charme abundante impedir meu esquecimento.

Acredito que temos nossa própria coleção de sentimentos, onde aprendem a conviver juntos e se aguentar, onde cada um tem seu lugar especifico, e nascemos assim, é como álbum de figurinhas, sabemos que tem algo pra preencher aquele lugar, sabemos o formato, sabemos ate o nome, mas nunca sabemos quando vamos abrir o pacotinho certo.

Estava Folheando meu "álbum" esses dias, e percebi que não adianta pedir figurinhas emprestadas, nem tentar colar figuras de outro álbum, Ficará cheio, mas não completo !

E eu cismava em colar o teu amor em mim ... era a figura do centro, a sua volta havia todos os outros sentimentos que seguem-me, arrumava-os todos os dias !
Mas parece que a noite, o teu amor se levantava, e colocava-se a sacanear todos os outros, como um trapaceiro usava das mais cruéis formas para tira-los de órbita, todos.
Ao acordar, havia dor no prazer. Mas uma troca eu gostei e não arrumei, ele colocou felicidade na despedida e esbarrou a coragem no medo, esses deixei como estava, os outros coloquei-os nos devidos lugares. Hoje estou aqui, encadernei meu álbum, e descolei teu amor, vim lhe devolver, o lugar dele não é ali, ou talvez ele tenha perdido a cola, pois se descola todas as noites pra bagunçar meus pensamentos.

segunda-feira, setembro 27, 2010

Sabor Mortal !




Hoje, em seu leito de morte vem me dizer que esqueceu o sabor do veneno ?

O veneno que ate hoje, corroe os meus os seus os nossos corpos, tão mortos no presente momento, não me restam forças nem pra colher as flores do jardim, quem dera poder cheirá-las ao sol escaldante. O perfume das flores eram como antídotos para mim, todas as noites após longas horas continuas de Selvageria e desrespeito, agradáveis, eu me punha a ajoelhar na garoa fina e acolhedora, curvava-me ao chão feito um suíno roçava por entre as flores, ate que entupisse meu nariz de minhocas e terra, só então eu deliciava-me com o sabor de uma rosa morta.

E é assim, hoje com o nariz cheio de terra e veneno, que vou me deliciar de uma rosa, preste a morrer !

sábado, setembro 25, 2010

Eu quero, eu Posso,eu Vou !




Uma vontade se realiza pela confiança e talento de quem acredita que tudo é possível. Por amadurecimento ou sofrimento, Derrepente você enxerga o caminho que liga a imaginação a realidade. Assim nasce uma paixão. Conseguir ver oportunidades de conquista e o desafio de planejar toda uma armadilha de sentimentos, quando todos enxergam dificuldades e desistiriam no primeiro bote fora do alvo! O mundo acontece da forma como olhamos para ele.
Olhar uma imagem e enxergar movimento, olhar para uma fotografia e enxergar vida, olhar um sorriso e ver felicidade, olhar para ela e ver possibilidade. Esse é um desejo que quero realizar, ver o mundo com os olhos de um conquistador, e a cada novo dia, a cada desafio, encarar o futuro com confiança e sempre me perguntar: Por que Não ?

sexta-feira, setembro 24, 2010

Vontade Incomum !




Quanto Desejo e verdade em uma só vontade.

Qualquer um, mesmo sem conhecimento, vira poeta quando se é invadido por vontades verdadeiras que os absorvem, tornando-os completamente delas !

Como eu sonhei um dia hoje estou aqui, admitindo pureza, diante de tanta safadeza, como seria bom levantar-me desta cama e sorri, só rir.

Na minha cabeça passa-se um milhão de coisas, se estivesse em minhas mãos,lhe esmagaria só pra ver a cor do sangue escorrendo pelos meus dedos, após ver-te assim, ainda sentira vontade de lhe abraçar! Eu me viro bem com a solidão, não se preocupe, não, tudo vai ficar vazio, os meus sentimentos não preenchem mais paixões, pois assim não me entrego tanto, se quiser de mim amor, abra mão do seu coração, e deixe o desejo tomar conta do seu sangue, faça-o jorrar em mim ! Esqueça também das respostas monossilábicas, pois essas me tiram o prazer de uma forma drástica, me faria lhe mastigar e cuspir feito bagaço ! Já faz tempo que eu te quero, como quero, daria minha eternidade para lhe matar !


Matar para nunca mais amar a vontade de desejar te tocar...!

quarta-feira, setembro 22, 2010

Pensando em Dizer !




Ela me deu três chances para dizer, a primeira eu engoli, a segunda eu entreguei ao tempo e a terceira não sei onde foi parar.
Mas eu estava pensando, o tempo talvez possa me devolver pois preciso dizer: as vezes pensamos muito em falar alguma coisa, outras pensamos tanto para não dizer, e ainda outras nem pensamos, dentre todas essas eu me calo dizendo que te amo! pois nada mais me faria pensar pra lhe dizer !

terça-feira, setembro 21, 2010

Lembrei Dela !




Engraçado, mesmo ciente de que já não à amo, eu insisto em guardar tudo daquela época.
Hoje revirando meu quarto encontrei algumas cartas, tão bobas mas felizes, não me passam certeza de que nos amávamos de verdade, mas uma coisa elas deixam claro, eu lhe fazia feliz. Aventura de alguns meses, alias vamos falar alguns anos pois não posso dizer e lembrar só de quando nos beijávamos. Seria tão bom viver aqueles momentos nos dias de hoje, eu com toda certeza, bem mais aproveitaria,pois saberia exatamente o que estava fazendo, e os frios na barriga passariam de simples à compreensíveis, vontade louca de ir pra escola e beijar, simplesmente beijar, que tolice, eu me apaixonei por uma pele branca, macia, uns olhos claros que me deixavam sem ação, talvez nem ela sabia o que estava fazendo com aqueles olhares.

Rs Rs, e sua voz ? todas as vezes que me lembro, sorrio, já comentei com ela outras vezes que a tal voz era engraçada, mas não é esse o motivo que me faz sorrir,o que alegra-me é saber que eu era um menino bobo por ela, e me satisfazia só de vê-la conversar com as amigas, os teus abraços tão suaves, mas lembro de me sentir tão envolvido neles, me caiam como roupas em plena nudez, mãos geladas e lábios carnudos eram e foram por muito tempo meus desejos de todas as manhas.

Uma loira linda de olhos claros, seios fartos,bumbum desenhado. Mas uma das características que me fez enche-la o saco, era que tua voz era fãnha, eu ligava só pra saber como estava e ouvia dizer coisas que hoje eu já sacaria que era só diversão da parte dela.
Mas também, se fosse hoje os seios fartos me fariam mais satisfeitos do que a voz, hoje não é tão fácil deixar meu lado racional comandar, o animal esta frequentemente no controle do meu ser, e ainda bem que tudo aconteceu quando eu não os distinguia, pois não conseguiria guardar tantas lembranças e nem dizer que descobri alguns sentimentos com você, principalmente a magoa, o desamor, Rancor e dor, mas já venci todos eles, precisei de dias escuros e noites claras para poder transforma-los em agradecimentos e chegar a conclusão que não tem jeito de esquecer a boca molhada que por muitas vezes parecia estar em meus olhos, vazando aquela saliva doce, com gosto de menina inocente.

sábado, setembro 18, 2010

Mentiroso Sincero !




Que o mundo sobreviva de mentira então, já que minhas verdades você ignora!
Mentirei que menti, menti pois um dia mentiria que estava mentindo sobre minhas mentiras !
Mentirei que vi estrelas formando nossos nomes, mas não era no céu, era no mar.
Não sentia frio ao lhe oferecer minha blusa quando via seu lábios roxos, estava mentindo !
Estava e estou mentindo o tempo todo, menti indo, menti vindo, menti, meti, meti vendo, meti tendo inúmeros prazeres mentirosos, fruto de uma mentira envolvente que fazia-me mentir !
Pra que dizer a verdade ? se te conquistei com mentiras, se eu parasse de mentir, talvez deixasse de gostar de mim, deixado de gostar de mim, me faria dizer a verdade.
E a verdade é que o dia que acreditar em minhas mentiras, será o dia que vou começar a mentir !

segunda-feira, setembro 13, 2010

Fios de Sentimento !




Os Dias passam devagar, mas o tempo esta em seu lugar ...!
E hoje não vou chorar pois sei que Feliz tu deve estar..!
Em meu braços jurei te amar, em minha boca te acalmar e em minha cama te excitar. Hoje em minha cama, passo a boca em meus braços, buscando um gosto que era tão intenso e presente. Que saudades, saudade, saudades de momentos que nem vivemos, e eu planejava-os mexendo em seus cabelos enquanto estávamos deitados em minha cama assistindo aquele marcante filme de romance, mas sempre que estava no fim dos meus momentos, seus fios caiam tão facilmente em minhas mãos, desesperado busquei apoio fio por fio, correndo atrás de respostas, quando vi, estava com tufos de cabelos entre os dedos e no travesseiro se destacavam aqueles longos fios ondulados e cheirosos. Corri beija-los, talvez trariam-te de volta.
Mas Não foi assim, acabei me engasgando com cabelos entre os dentes, envolta da língua, e aquilo me deu uma ansiá tremenda.
Engolir tudo de uma vez, seria a solução, pois dentro de mim os sentimentos resolvem-se e se dissolvem sem feder nem alarmar as minhas dores.

domingo, setembro 12, 2010

Universo Perfeito (para mim) !




Lhe confessei tantos erros, lhe mostrei todos defeitos, deixei que descobrisse as não muitas qualidades existentes em meu ser.

Jurei amar-te por toda a vida, dar de mim o máximo para te ver feliz e assim caminhamos por momentos, conflitos, beijos e escuridão, eu Nunca soltei sua mão, mesmo em momentos de desistência eu olhava em seus olhos e lhe prometia estar sempre com você, os abraços surgiam sem esforços!

Alertei também que Destruiria seu coração, e que sentimentos, esses eu ja tinha o bastante, não precisava me dar mais um pouco, que se demonstrasse uma gota se quer de sentimentos, a face lhe cuspiria.
Contigo ao meu lado sorri tantas vezes, tantas que ao me olhar no espelho, o meu sorriso reflete e me lembra gargalhadas que tivemos, noites acordados falando sobre o nada, sobre a minha capacidade de lhe causar dor. Dor daquelas de esticar as veias interrompendo o correr do sangue, dor daquelas de passar uma navalhas por entre os lábios, dor daquelas de saber que tens sentimentos acumulados e não pode demonstrar, pois não agradaria quem você ama.

Sorte a sua que sempre me escutou !

Lembra de quando Pedia sua mão, colocava-a em meus olhos ordenando que também cobrisse os teus, ali parados lhe recitava tantas historias, voávamos de braços abertos, passando por entre as nuvens, juntando-nos com os outros pássaros que migravam para nossa ilha, ilha habitada por criaturas famintas por carnes humanas, arvores que inalavam sentimentos e expeliam desamor, mares feitos de sangue onde carcaças tinham vidas. Parávamos no topo da montanha mais alta e escura, ali eu te apontava as nuvens carregadas de agua suja, dizia-lhe: Vamos voar até lá ?.. nesse momento antes da sua resposta, arrancava-lhe as mãos de meu rosto e imediatamente sem que pudesse pedir, você abria os olhos sorrindo; e brigava comigo dizendo que anjos Não vôam na chuva..! Eu te abraço e digo por cima do teu ombro, nenhum coração consegue voar na chuva!

Estávamos em altíssima sintonia, portanto eu continuava me entregando, mostrando que conseguia ser transparente ate mesmo nas mágoas, e você ja sabia que um simples vestido longo, uma flor na orelha combinada com um belo sorriso, arrancava-me perdões e novos convites.

Uma vez em meio a chuva, fui na porta de sua casa, e chamei-te ate o jardim, ali coloquei tuas mãos nos olhos, voamos novamente ate a tal montanha; soltei sua mão pela primeira vez e bati asas sem dizer Adeus.

Mesmo depois de tudo isso, você ainda acreditou que eu existisse ! Eu sou um monstro, querido Anjo! Um monstro existente, e apenas monstros podem voar na chuva, pois sabem proteger o coração!

quinta-feira, setembro 09, 2010

Sempre que quiser um Beijo, Eu vou te olhar !




Espertos São seus olhos, selvagens, que ao me ver, me mordem, me puxam, me encantam de tal forma que desligo-me de tudo ao meu redor, levo as mãos ao queixo e me debruço sobre o apoio mais próximo, e ali fico, admirando-a enquanto me devoras feito piranhas em corpo ao sangue.
Ali parado por segundos, me desejo a eternidade do momento, um singelo sorriso me forma no canto da boca, inocente mas com segundas intenções entregava-me inteiramente ao papel de bobo.

Me percebes e eu ligeiramente levo meus olhos as arvores sequencialmente jogo-os para o chão.. e por ali os deixo, ate ver seus sapatos se aproximando em minha direção, pisadas firmes e elegantes ao penetrar meu plano de vista lentamente, pude ver as pernas lisinhas sob uma saia não tão curta,uma blusa degrade e por fim um decote provocante. Ali parada não diz nada, forçando-me a tomar providencias, envergonhado mas não esquecendo a ousadia, Lhe olho nos olhos e seguro suas mãos, por alguns instantes continuamos calados.

Em voz baixa, mais por gestos, eu te convido a ir comigo pra baixo da arvore, ali distante de nós..!

Distante de pessoas que pudessem me interromper, Lhe abraço forte antes que chegássemos ao tronco; e abraçado acompanhei os passos das suas pernas e virei-te de costas a arvore, rapidamente busquei suas mãos e as suspendi, deixando-a confusa e envergonhada, segurando suas mãos pra cima, aproximei minha boca da sua, e tu virou o rosto deixando-me mais próximo ao que eu realmente queria, seu ouvido, sei que foi um ato de defesa, tentando impedir um beijo roubado, mas aproveitei deste, para complementar o meu gesto soltando suas mãos lentamente e dizendo baixinho no seu Ouvido : Não costumo roubar beijos, São mais gostosos quando os conquisto!

E Novamente os espertos me beijaram loucamente !

sábado, setembro 04, 2010

Além de Tudo, um Nada !



Quero Dizer que te Amo Acima de Tudo !

Acima dos meus sentimentos
Acima de todos acontecimentos
Acima de todos movimentos
Acima dos beijos Dados e roubados

Acima dos lençóis revirados, Suados e surrados foi ali que lhe disse que amo-te acima de tudo.
Mas hoje aqui sentado em lençóis limpos, trocados e bem postos. Eu lhe repito que Te amo acima de Tudo, mas que Não tenho medo de perder-te, pois sem você, ainda tenho TUDO !

sexta-feira, agosto 27, 2010

Noite a Fantasia




Seria de extrema ousadia da minha parte, dizer ali em meio a todos, que suas curvas deixam-me freneticamente desgovernado.

Mas Uso da minha ousadia acumulada, pra lhe dizer aqui agora que as vezes no silencio da noite eu fico imaginado você, invadindo o meu quarto, jogando ao chão os meus sonhos secretos, desvendados por simples peças de roupas escorridas por suas curvas, como se uma enchorrada de desejos varressem nossas limitações e nos fizessem complemento um do outro. Você poderia tentar ser mais Humana, abrir os braços e soltar a faca que me apunhalaria as costas em um abraço, e deixar que se trinque a mascara ao me dar um sorriso sincero!

E para esgotar minha ousadia, vou lhe dizer em seu Ouvido, deite-se comigo, Com mascaras e facas, só por hoje ! Só Hoje!

sábado, agosto 21, 2010

Balança desregulada !

Filósofo existencialista Jean-Paul Sartre (1905-1980)


Amor...
Sexo...

Sexo, amor
Amor, sexo
Sexo com amor
Amor com sexo

Sexo sem amor
Amor sem sexo
Sexo e amor
Amor e sexo

Amor tem sexo
Sexo tem amor
Sexo vai amor
Amor vai sexo

Amor substitui sexo
Sexo não substitui amor
Amor atrai sexo
Sexo Trai o amor

sábado, agosto 14, 2010

Loucura de um Lúcido !




De todas ânsias de cometer loucuras, a sua foi a que mais me atentou.. que mais me procurou e a que mais me judiou. De todos os amores, o seu foi o que me fez ficar na janela, imaginado que os faróis dos carros eram estrelas, e a cada estrela fiz um pedido, Tantos pedidos, que me levavam a um só fim...

De todas ânsias de cometer loucuras,a sua foi a que me fez dar inúmeros adjetivos ao amor, se ele não é pontual e todas as vezes mostra-se imprevisível, Foda-se todos os meus Desejos então, que se exploda os meu planos, e que de todos os meus pedidos, se realize apenas um, pois eram todos iguais..!

Quem sou eu?
Nem acredito em pedidos as estrelas... e estou aqui tentando enganar estrelas falsas...!

De todas ânsias de cometer loucuras, a sua foi a que me Fez vomitar verdades..!

sexta-feira, agosto 13, 2010

Por fim, Desistência !




Talvez eu me arrependa mais pra frente, mas Hoje desisto de regar as flores que lhe dei, deixe que faleçam, peço que não diga-as que lhes abandonei, pois vão querer me seguir, deixe-as contigo, caberá a você regá-las e cultivá-las(se assim for sua vontade), pois a mim não mais pertencem, as rosas ficam sobre minha posse enquanto as amo, quando me canso do cultivo sem colheita, parto pra longe para que não comece a destruí-las.

Talvez seja o frio, o meu sentimento frio, que deixe-as secas, os meu sentimento não servem mais pra fortifica-las, se eu as regar mais uma vez, será o fim..!

Não se esqueça que por mais que seja linda e romântica, toda historia tem um fim, todo dia tem uma noite, e todo amor tem uma lembrança..!

Já ia me esquecendo de ficar mais leve, deixo aqui meu amor, mais uma centenas de rosas enfeitadas de lembranças que não pude lhe entregar, pois cultivei-as dentro de mim, e são a base de toda minha caminhada!

Antes que me pergunte o Porque, faço isso pois minhas historias não possuem capítulos, elas terminam de vez ou jogo-me as rosas para que me Devorem !

sábado, agosto 07, 2010

Sem Escolha !




Sei que por debaixo desse seu calor que me envolve, me alucina, dissipa meu prazer e arde-me; Tens uma pedra insípida, rude, polida e branca, onde vejo meu reflexo todas as vezes que me vira as costas, por de traz do calor que esquenta o sangue, tens a frieza que gela o ato, interrompe o fato e trinca minha fauna selvagem ao se despedir tocando-me suavemente com os dedos longos e finos, os mesmos que me fazem sentir a mais estranha sensação de ter o corpo quente, os movimentos rapidos e com um so toque, fico frio, ainda nu e exausto, mas sobre mim ainda sinto as gotas quentes de suor, que escorrem lentamente por meu corpo. As únicas fontes de calor agora são as gotas de suor e meus olhos que não perdem um so movimento de nádegas e nem se quer uma Caida de cabelo pelos ombros. Uso das minhas ultimas forças para puxar sua blusa ate meu rosto pra que me esquente com seu cheiro e eu possa recompor-me, para lhe dizer TE ODEIO.

terça-feira, agosto 03, 2010

Pétalas Machucadas, São Mais Cheirosas !




Querida, Tente entender, a briga das flores nem sempre acaba em pétalas Caidas e despedaçadas.
Presencie uma birra entre flores e preocupe-se apenas em sentir o aroma das pétalas se esfregando e o som quase imperceptível das pétalas ao cair, perceba que por lá ficam ate que a chuva venha banha-las acalmando o clima, e o vento Mesmo que seja voraz, arrasta-as ate mim, que as pego todas molhadas, machucadas, Dengosas e carentes...
Mas cada uma com um cheiro doce e excitante presente em lindas Flores !

Por isso Não hesito em Dizer que Amo cada pétala Derramada !

quinta-feira, julho 22, 2010

Sorriso Enigmático .





Esse Sorriso, deixa-me carente e ofegantes, isso porque fico imaginando-o sozinho, juntando as poucas vezes que o vi, com os outros que eu já vivi, tentando assim formar um sorriso apropriado a você.
Você deveria estar ao meu lado, com a cabeça em meu ombro enquanto delirávamos, ao som dos carros passando na rua e as sirenes enlouquecidas...
Uma brisa gelada Atravessa as frestas da janela de alumínio, tirando-me sua imagem do pensamento fazendo-me lembrar do que tinha me prometido.

Não vou mais Otimizar alguém por pequenos e poucos encontros, ou por sorrisos gerados da educação, preciso antes decifrar insignificantes enigmas que eu mesmo crio !

Me vi na escuridão..




Olhando atento, estou na beira de um abismo, se Não o mais fundo, o mais escuro !
Talvez seja essa a minha saida, uma queda livre de olhos abertos para a escuridão...
Por mais rápido que sejam seus pensamentos e você consiga prever e decifrar meus próximos atos, seu corpo não os acompanham e você não vai me impedir de te esquecer..



Vou Pular !

domingo, julho 18, 2010

Elenco a sangue frio ..!


Entregue-me o puro sangue da divina carne, quero arruinar seu sonhos, mudar seus planos e escurecer seu caminho.

Deixe-me lhe vendar os olhos e soltar-te entre as almas já habitantes de meu reino, quero que seja como uma ovelha jogada em meio a minha alcateia faminta por sentimentos fracos..!

Onde vão arrancar-lhe as roupas e com as mesmas, amarraram-te sobre a pedra fria e rachada, coberta de sangues já secos e escorridos..! Mordendo aos poucos lhe tiram pedaços pequenos, mas que enche-os as bocas, que apavoradas engolem sem saborear......



E ai, amor... ?
Vai ficar bom o Roteiro.. ?
Vai topar fazer o Papel da pequena moça ? rsrsrs